top of page

Perfis de Artista

+Amor

+Amor

Artista da galeria desde

abr.

2024

Acredito que como muitos de nós, artistas, comecei a lidar com a arte visual bem cedo, desde os 4 anos, com grandes influências da minha avó materna que também era artista, e também desde criança, recebia inspirações esotéricas e místicas de filosofias espirituais. E assim segui desde a infância, cultivando meu lado criativo nos desenhos e pinturas que produzia, sempre sózinho, criando minhas próprias ideias e expressões, sendo um caminhante autodidata nesse Universo da Arte. Sempre criei e produzi trabalhos bem livres e ser artista era algo que só andava naturalmente comigo, nunca foi pretensão/ambição minha, viver da arte, pois queria e estudava para ser Biólogo. Foi aos 17 anos que, vivendo em um cenário mais Underground da minha vida, fui apresentado à Tatuagem por um amigo. E nesse período fazendo alguns testes em amigos e pessoas próximas, recebi a recisão da empresa que trabalhei de Jovem-Aprendiz e comprei meu primeiro equipamento de tattoo profissional, sem pensar duas vezes decidi viver da tatuagem após me formar no ensino médio. Acreditei em Algo Maior que me trouxe mais profundamente para esse mundo artístico. Desde 2019 já são 5 anos que trabalho profissionalmente como tatuador. E nesse período sempre conciliei com outras Artes Visuais, como pintura, desenhos e graffiti. Sempre criando obras com influências místicas e esotéricas, fluindo livremente e intuitivamente. Foi em 2021 que comecei a receber influências espirituais na criação das minhas obras, advindas de um conceito universalista, sem dogmas e preceitos, praticando a filosofia do Amor incondicional através da arte. Hoje assino meus trabalhos com meu nome artístico "+Amor" e foco em obras que exaltem a beleza sublime da Vida, em trabalhos de diferentes estilos, como arte psicodélica, arte realista, Att Nouveau e estilos de tattoo como NeoTrad, Lettering, Ornamental e Abstrata. Procuro reproduzir e criar obras tocar outras pessoas e seus corações, contribuindo com suas vidas trazendo mais Cor e Arte, embelezando a jornada particular de cada Um, nesse Planeta lindo!
Alice Martins

Alice Martins

Artista da galeria desde

fev.

2024

Nasci em 31/10/1994, em Campinas-SP. Paulista, mas carioca de coração, comecei a criar arte no Rio de Janeiro. Aos 19 anos, quando entrei na Faculdade Nacional de Direito, descobri a escrita, não a jurídica, mas sim aquela que vem de um espaço mais subjetivo e íntimo. Inspirada por Clarice Lispector, mais especificamente pelo livro “Água Viva” e, quem sabe, pela presença dela, que , muitos anos antes, frequentou as salas da mesma faculdade, dei vazão a inúmeros sentimentos, filosofias e aflições que uma escorpiana nascida no Dia das Bruxas abriga. Em 2016, inspirada pela natureza que cobre o Estado do Rio de Janeiro, realizei inúmeras viagens para fazer trilhas, travessias e subir montanhas, visitei praias que abrigam comunidades caiçaras no litoral sul do Rio, o que me inspirou a arriscar meus primeiros “rabiscos”. No ano seguinte, após morar sozinha alguns meses na Nova Zelândia, também inspirada pela natureza kiwi e por inúmeras e profundas emoções e reflexões, decidi mergulhar profundamente no mundo artístico e entrei para o curso de desenho no ateliê Chiaroscuro, em Laranjeiras. Lá, aprendi várias técnicas de desenho e pintura com a professora Renata Botelho. Experimentei minha arte com muitos materiais, tais como grafite, carvão, giz pastel seco, lápis de cor, sanguínea, aquarela e nanquim. Cada quadro, cada desenho é um reflexo da minha jornada, das minhas paixões e das minhas lutas. De início, seriam refúgios da rotina agitada do dia a dia urbano, mas, com o tempo, a arte foi tomando a minha vida e dando cores a meus dias.É perceptível a influência do movimento da Arte Visionária no meu trabalho mais recente, em que muitas obras emanam luz, sombras, seres extraterrenos e mistérios transcendentais, que acesso por meio de sonhos, meditações e visões possibilitadas pela sagrada Ayahuasca. Por outro lado, também há peças que capturam momentos terrenos, emoções cruas e a beleza da simplicidade. Em 2023, resolvi abrir meu ateliê virtual para o mundo, compartilhando cada obra no Instagram. No mesmo ano, tomada por um intenso desejo de pintar em tela com tinta óleo e com tinta acrílica, iniciei o curso “O Despertar Visionário” da artista Tália Maçaira. No mesmo ano, realizei minha primeira exposição, no “Na Lata”, no Rio de Janeiro, bem como minhas primeiras vendas. Atualmente, além de continuar a frequentar o curso de desenho do Ateliê Renata Botelho, faço parte da Comunidade das Sementes Visionárias, a maior comunidade de arte visionária da América Latina. Espero que possa incentivar outros a encontrarem a arte em suas vidas, como uma pausa do cotidiano atribulado ou como uma expressão genuína de quem realmente são.
Andressa Prestes

Andressa Prestes

Artista da galeria desde

mar.

2024

Desde criança me interesso por todos os tipos de expressões artísticas e busco estar em constante contato com tudo o que me afasta do óbvio. Minhas experimentações iniciais foram em casa, tendo minha mãe como primeira referência de Artista Plástica no abstracionismo. Posteriormente me apaixonei por Escher, Van Gogh, Pollock, Antônio Bandeira e Manabu Mabe, e tento estar sempre aberta para novas descobertas. Sou autodidata e minhas pinturas tendem ao Expressionismo Abstrato, criadas de modo intuitivo com muita inspiração e sentimento. Meu objetivo é transformar a realidade em expressões de emoção e subjetividade, que toquem de modo único a alma de cada um que as vê, então procuro criar peças únicas e marcantes. Costumo dizer que a arte, por ser subjetiva, tem como única responsabilidade ser a perfeita manifestação da verdade de quem a concebeu. Cada quadro, portanto, não é comercializado, mas transcende seu criador e ganha pouso em uma nova alma que a ele ofereceu morada.
André Baessa

André Baessa

Artista da galeria desde

fev.

2024

Me chamo André Baessa, 38 anos. Sempre trabalhei com arte, mas na maior parte do tempo, com artes gráficas, dentro de programas vetoriais e tratamento de imagens. Atualmente, trabalho como Artísta 3D e Cenografo, dentro da emissora SBT. Há pouco tempo, comecei a fazer alguns rabisco (tirando os de criança e os da faculdade), e fui pegando amor em fazer os traços á mão, pois sempre fiz virtualmente, o desenho esta me ensinando muitas coisas, como por exemplo: Começar e terminar algo, ter paciencia em esperar o resultado, confiar no processo, e principalmente a confiar em mim mesmo. Estou na busca de sempre me aperfeiçoar e evoluir, irei postando por aqui os trabalhos e compartihando com vocês, espero que gostem. Haux!
Artesdufoli

Artesdufoli

Artista da galeria desde

fev.

2024

Me chamo Gabriel Foli, nasci em Franca Sp e desde pequeno eu gostava de rabiscar e desenhar. Na escola, para passar o tempo das aulas, eu desenhava nos cadernos e com isso, desenvolvi um estilo próprio e atualmente, faço obras com esses estilos. Meu objetivo é passar uma sensação de movimento através das obras, com bastante detalhes e cores.
Camila Novazzi

Camila Novazzi

Artista da galeria desde

abr.

2024

Nasci em uma cidade no interior de São Paulo, chamada Presidente Epitacio, criada por uma mãe solteira e sem estrutura famíliar, minha mãe veio para São Paulo tentar a vida quando eu ainda era criança. Morávamos em um bairro humilde quando chegamos na capital, ela trabalhava o dia inteiro e eu passava o dia sozinha, após alguns anos ela se envolveu amorosamente com um homem muito tóxico, eu estava entrando na adolescência e não podia receber amigos em casa, não podia sair e quando eu falava ele não me respondia, logo eu vivia meu mondo trancada no meu quarto sem ter onde me expressar além da arte, o mundo da arte sempre foi oque me deu força para passar pelos obstáculos que a vida colocava na minha frente. Com 17 anos sai de casa e fui morar com um namorado e logo consegui entrar em um intercâmbio sozinha para a Nova Zelândia sem falar inglês, foi o meio que encontrei de me manter distante. Um ano fora voltei para o Brasil louca para fazer cinema, mas sem condições financeiras acabei entrando em rádio tv. Com 22 anos engravidei e tive que abandonar a faculdade. Foi quando conheci o mosaico, eu trabalhava em uma empresa durante o dia e fazia mosaico a noite, além de cuidar da casa e da minha filha. Me separei do pai dela com 26 anos, pois aquela vida estava acomodada e pacata demais para a minha natureza. Entrei em um curso de fotografia conclui o curso e nesse tempo acabei conhecendo um rapaz foi quando entrei em um relacionamento abusivo, um homem que chegou como um príncipe, quando me vi estava envolvida demais, sofria ameaças e ele me afastou de todos e me levou ao para a pior fase da minha vida que já vivenciei. Certa de que aquilo não era pra mim, organizei um plano de fuga da situação que havia me colocado. Fugi por dois meses sem que ninguém soubesse de mim e daquele momento em diante decidi correr atrás do meu sonho de trabalhar com arte, perdi o medo, decidi que a minha vida só valeria a pena se eu pudesse me expressar, ser como eu sou de fato, viver feliz com pessoas que me fazem bem, desde então a minha luta é para conseguir viver através da arte e conseguir transmitir um pouco do caos que enxergo o mundo e a mente confusa do ser humano.
Cassiana Marocci

Cassiana Marocci

Artista da galeria desde

abr.

2023

Cassiana Marocci é uma aquarelista autodidata paulistana, de 47 anos, formada em Engenharia Química, que descobriu sua paixão pela pintura depois de enfrentar uma crise de Burnout. A arte se tornou uma forma de terapia e expressão para ela, que se encantou pela delicadeza e versatilidade da aquarela. Seus temas preferidos são os reinos dos elementais e mundos encantados, onde só existe amor e alegria, onde o tempo passa devagar, o cheiro de lavanda é constante, músicas de relaxamento tocam bem baixinho e o relógio não é um item necessário. “Eu pinto o que eu sinto, o que eu sonho, o que quero viver. A aquarela me permite criar atmosferas mágicas, onde posso me transportar e me conectar com a minha essência. É uma forma de meditação, de cura, de libertação”. Cassiana tem um estilo único de aquarela, que combina técnicas de granulação e misturas de tintas que interagem entre si, criando efeitos surpreendentes e harmoniosos. Sua paleta é composta de azuis de todas as tonalidades, verdes e violetas, que transmitem calma, tranquilidade e magia. Ela se inspira na natureza, na fantasia e na sua própria intuição, buscando assim, a busca da cura e a descoberta de uma nova essência. “Cassiana acaba de atingir um marco significativo em sua carreira literária com a publicação de seu primeiro livro. Intitulado ‘Aquarelas Elementais Uma Jornada pelos Mundos e Reinos da Natureza’, este trabalho promete levar os leitores em uma exploração fascinante e colorida da natureza e seus diversos reinos. Além disso, acaba de participar de uma Exposição coletiva, Cores de Outono, no Novotel Botafogo.
Adriana Góes

Adriana Góes

Artista da galeria desde

fev.

2024

Sou bacharel em Comunicação Social, com habilitação em Relações Públicas, e pós graduada em Gestão pela FGV.RJ. A minha história com a arte amadureceu e tomou forma em 2020, em meio à pandemia e a necessidade de me expressar através dela, escolhendo o papel mache e as "pessoas de papel" foi incrível, sobretudo pra estimular o meu irrefreável desejo de esculpir, sem reservas, personagens comuns e imperfeitos. Inclusive ao falar da minha experiência artística, gosto de citar Michel Foucault: "...tornar visível o que é visível..." E devagar, quero sovar as massas, as sombras e explorar o claro da escuridão. Assumir os cachos, o ócio e o amor às formas imperfeitas. Quero destampar o silêncio e me derramar nas cores, e quando apenas o preto e branco reinarem, quero me lançar em queda livre na escuridão.
Anabela Nunes Artist

Anabela Nunes Artist

Artista da galeria desde

set.

2023

Nasci em Luanda, Angola. Vim para o Brasil com 26 anos com emprego muito bem remunerado como secretária executiva trilíngue. Trabalhei assim por alguns anos para ajudar nas despesas da casa. Quando meu marido se estabilizou como engenheiro larguei a profissão e o bem pago salário para prosseguir com um sonho, o de me dedicar às artes. Assim me inscrevi numa aula de pintura a óleo sobre tela. Entretanto abri uma loja onde dava aulas de pintura em cerâmica, madeira e tecido. Só fiquei dois anos. A alta inflação naquele tempo me levou a desistir. Continuei a dar aulas em alguns lugares e na minha casa. Entretanto a internet entrou no nosso mundo. Aí se abriu un leque de possibilidades e comecei a seguir artistas americanos cujas obras eram uma inspiração para mim. Acabei por me inscrever em alguns cursos (sempre que podia pagar). Entretanto me mudei para Teresópolis onde construí o atelier dos sonhos e continuei a estudar e dar aulas. Foi nessa época que obtive os certificados de TDA (Teacher of Decorative Art) e mais tarde CDA (Certified Decorative Artist), ambos pela “Society of Decorative Artists” dos Estados Unidos. Quando me aposentei resolvi somente me dedicar aos estudos. Também regressei ao Rio onde tenho um atelier bem menor que o de Teresopolis mas que era suficiente para pintar telas a óleo. Só que não! Resolvi investir no abatrato e fiquei apertada o que não me impede de continuar nesta jornada de amor pelas artes.
Andrey Allage

Andrey Allage

Artista da galeria desde

mar.

2023

Apaixonado pela fotografia desde a infância este foi um hobbie que o fez construir um acervo de mais de 30 mil imagens. A pandemia aliada a vontade de mudar sua trajetória profissional, fez reacender essa paixão e transformá-la num negócio. Desde 2020 apurou seu olhar resgatando detalhes da natureza que por vezes são imperceptíveis. Com um olhar sensível e por vezes enigmático hoje dispõe de uma seleção fantástica de clicks que despertam a curiosidade naqueles que percebem a fotografia como uma obra de arte.
Anna Rj

Anna Rj

Artista da galeria desde

jul.

2024

Anna Rzhevina nasceu em Norilsk, na Rússia no ano de 1987, formou-se na faculdade de Cinema e Artes teatrais em Moscou. Mudou-se para o Brasil no início de ano 2018. Autodidata, começou a desenhar ilustrações com canetas, aquarela, pastel de óleo e tinta acrílica, depois se apaixonou pelas tintas de óleo e continua trabalhando com elas. Anna cria dois principais tipos de pinturas: dos motivos de natureza – flores, plantas, frutas, paisagens por vezes e obras abstratas. Anna adora usar cores vivas e contrastantes, texturas diferentes, pintando com pincéis, espátulas e dedos. Através da sua arte ela tenta pesquisar e expressar emoções, tanto positivas, como complexas e desagradáveis.
Berny

Berny

Artista da galeria desde

mar.

2024

O meu nome é Bernardo Breia, nascido na Amadora em Portugal, hoje em dia resido na Barra da Lagoa em Florianópolis. Fui chef de cozinha durante 14 anos, entretanto descobri que a minha paixão é arte através da fotografia e da arte urbana, os meus quadros representam a minha história e as minhas influências dentro da cozinha onde a arte está presente na decoração e criação dos pratos, hoje consigo reproduzir a minha criatividade nos quadros onde a ilha me inspira seja no âmbito do surf da música ou nas pessoas do dia dia. Prazer sou o Berny,
Carlos Hollanda

Carlos Hollanda

Artista da galeria desde

abr.

2024

Fui professor de desenho artístico e anatômico na Escola de Belas Artes da UFRJ, assim como.o professor de História da Arte, Teoria da Percepção, Teoria da Comunicação, Semiótica, Análise Estrutural da Forma na mesma instituição. No entanto, aprendi a desenhar e pintar autodidaticamente, por observação e pela paixão pelas ilustrações dos livros e graphic novel de diferentes países. Posteriormente observei mestres renascentistas, medievais, simbolistas, neoclássicos, românticos, impressionistas, expressionista e outras correntes que foram servindo de inspiração e referência para a construção de um estilo eclético. Procurei imprimir em minhas pinturas, desde o final da década de 2010, um pouco de cada etapa dessa trajetória. Sempre gostei de representar graficamente, até que adotei a pintura em papel, com aquarelas, o desenho com pastel seco, o carvão e o 6B, antes de mergulhar nas acrílicas e óleo. Desse percurso muito variado, cumprindo exigências de trabalho e necessidades de alunos, minha maneira de expressar artisticamente ganhou uma dinâmica que ora gera identificação com algo do repertório popular, ora gera estranhamento pela forte dinâmica, contrastes, intensidades e chamamento para o simbólico. Sou professor e apreciador de narrativas, especialmente mitológicas, de linguagens das matrizes culturais, do trânsito entre a escrita , a transmissão oral das tradições e crenças, a indústria cultural e a visualidade como linguagem. Ora observo e represento academicamente aquilo qur pode ser visto com os olhos físicos. Noutras ocasiões, represento o que vem à mente, desde sonhos, delírios, fantasias, visões de transes personificações de desejos e ilusões. O consciente e o inconsciente trabalham juntos em minhas obras, possivelmente pela imersão nas narrativas de fantasia, possivelmente pela predileção por temas psicológicos, mitos, antropologia, estados de espírito. Todos parte de minha trajetória enquanto pesquisador ou apreciador. Venho de família sem artistas ou sem oportunidades de desenvolvimento de talentos. Havia muitas dificuldades na infância e adolescência e as linguagens visuais junto às histórias narradas em livros ou artes sequenciais me foram cruciais para manter a cabeça relativamente no lugar. Desenvolvi uma paixão incomensurável pelas artes desde meus 10 anos de idade, quando comecei meus primeiros rabiscos dignos de nota pelos colegas de escola. Já trabalhei em produção de vídeos, legendagem de filmes, projetos de arquitetura em empresa de alimentação, fotografia de documentos, fui vocalista de bandas de rock, criador de passatempos para editoras. Tudo isso dos anos 1980 até 2004. Depois de formado em História, com monografia sobre Ângelo Agostini, continuei no meio acadêmico sempre pesquisando artes em publicações. Na EBA-UFRJ, fiz meu doutorado e fui professor.
Cidmar Esteves

Cidmar Esteves

Artista da galeria desde

dez.

2023

Cidimar Esteves de Freitas, divorciado, natural de Andradina -SP; morou em Birigui-SP, Taubaté-SP; São Paulo-SP, Rio de Janeiro-RJ, Lisboa-Portugal e atualmente em Uberaba-MG. Tem dois filhos e três netos.
Alex Almeida

Alex Almeida

Artista da galeria desde

jan.

2024

Acho que como a maioria da galera que trampa com arte, se lembra de desenhar desde que se entende por gente, comigo não é diferente, desde muito novo sempre fui apaixonado por arte, principalmente por desenhar, pintar e por música. A música, a cena underground de punk/hardcore de SP e o skate foram as coisas que me puxaram ainda mais pras artes visuais, através das capas, dos zines, das artes dos shapes, estampas, posters e toda a parte visual que estava envolvida com esse universo. Logo comecei além de desenhar, fazer pequenos trabalhos de design, para minhas bandas, de amigos, estampas e vários trabalhos de design. Seguindo esse caminho me formei em Publicidade e trabalhei por um tempo na parte de criação publicitária de design gráfico. Desde de 2020 me tornei independente e hoje meu trabalho é totalmente focado do desenvolvimento de ilustrações digitais para moda, skate, publicidade e produtos em geral e também em artes visuais em telas, shapes e outros. Sempre com um estilo muito influenciado por artes psicodélicas, surrealistas, com muitos elementos e muitas cores. E ainda com muita influência do universo do skate, do grafite, da moda, da música e da tatuagem.
Andrea Portela

Andrea Portela

Artista da galeria desde

abr.

2024

Andrea Portela é artista visual, nasceu em Minas Gerais, Brasil. Se interessa pelo tempo presente e por micro acontecimentos que podem se dar tanto no imaginário quanto no cotidiano. É designer por formação, mestra em Estudos de Cultura Contemporânea e doutora em Ciências Sociais. Atua no coletivo GRAPHA – Grupo de gravadores de Juiz de Fora, cidade onde vive e trabalha. Desde cedo esteve envolvida em atividades criativas. Foi figurinista e, por muitos anos, atuou na carreira acadêmica até que a inquietude de criar se tornou inevitável, renunciando ao trabalho burocrático para se dedicar à exploração artística. Suas pesquisas sempre tiveram forte relação com a arte, a subjetividade e as relações entre pessoas e objetos, especialmente os suportes vestíveis. A relação com os materiais é experimental, entre processos híbridos ou simplificados, em diferentes técnicas. Um processo de escuta da obra, na qual o pensamento se lança em voo. Além da visita à vanguarda artística do século XX, o diálogo com outros artistas como Kathe Kollwitz, Oswaldo Goeldi e Lívio Abramo, se formula na atenção pelas lutas que travam entre a luz e a escuridão, as sutilezas, a condição humana e os aspectos e pessoas marginalizados pela sociedade.
Andreza Lamim

Andreza Lamim

Artista da galeria desde

mar.

2024

Trabalho a 35 anos com arte, passando por diversas áreas, hoje me dedico a criação das mandalas. Trabalhando as cores e as energias que delas emanam, compartilho um pouco com vocês esta maravilhosa técnica, que tanto me encanta.
Ariella Burali

Ariella Burali

Artista da galeria desde

nov.

2023

Ariella é artista desde sempre, o trabalho com as mãos faz parte dela. A porcelana surgiu há três anos na pandemia num momento de mudança de cidades e término semestral na universidade onde era docente. É mestre em Administração e Controladoria, adoradora e profeta cristã, professora e aluna de pintura em porcelana. Ama pets, natureza e cores!! A arte em porcelana com suas nuances, cores, sentidos e significados tem despertado descobertas lindas, profundas e surpreendentes nunca imaginado pela artista quando começou a trabalhar com esse material tão nobre e fino que enfeitou e serviu mesas e paredes de imperadores, reis e rainhas!!
Bianca Nicoleti

Bianca Nicoleti

Artista da galeria desde

fev.

2023

Artista autodidata, experimentando diversos materiais, aprendendo por curiosidade e insistência, e criando pela satisfação, realização e tranquilidade que a arte proporciona, desde sempre. Divido minhas paixões entre a arte, música e o estudo de agrárias na ESALQ/USP. Claro que de vez em quando elas acabam colidindo e uma sempre inspira outra. Assim tem sido nos últimos anos, e assim seguirá por muito mais.
Cassandra Cury

Cassandra Cury

Artista da galeria desde

mar.

2024

Cassandra Cury é fotógrafa e videomaker e nos primeiros anos da sua caminhada profissional, focada na fotografia outdoor, teve o privilégio de registrar as belezas naturais de uma vasta área do território brasileiro e de alguns países da América do Sul e Europa. Ao mesmo tempo que a natureza se descortinava por esses caminhos, o olhar encontrava povos de comunidades tradicionais que surgiam para compor cenários ainda mais belos. O coração vibrava com os rostos que se apresentavam, os modos de vida, as diversas culturas e as tantas histórias. Há dez anos teve um forte contato com indígenas do Brasil e, a partir daí, com muita certeza, mergulhou em uma nova caminhada de total entrega ao registro profundo da vida e cultura dos povos originários do nosso país.
bottom of page